Eu posso ter um blog?

Ter ou não ter um blog? Eis a questão… Essa frase pode estar na cabeça de muitas pessoas com uma resposta garantida. Já para outras, a ideia de produzir algum tipo de conteúdo parece ser uma tarefa muito complexa.

E É. MAS PODE NÃO SER…

Veja. Atualmente a internet oferece infinitas opções de compartilhamento de conteúdo, seja simplesmente nas redes sociais, seja em plataformas científicas. Afinal, hoje em dia há espaço para todo mundo.

Constantemente a Rede Mundial de Computadores é bombardeada com as mais variadas informações e dos mais diversos tipos. Para se ter uma ideia, o estudo Data Never Sleeps, da empresa de software Domo, mostra tudo que acontece em apenas um minuto na Internet. Veja aqui!

E os blogs também podem ser uma excelente opção para quem gosta de compartilhar um pouco de suas ideias e atividades. Mas acredite, sempre haverá alguém interessado na informação que você tem a oferecer.

Conrado Adolpho, autoridade em assuntos ligados ao meio digital, disse em um vídeo que devemos abandonar o complexo de especialista. Isso significa que não devemos pensar que nosso conteúdo não serve para ninguém, que somente podemos falar sobre algo complexo do qual dominamos completamente. Claro que sempre haverá alguém que domine mais determinado assunto que você, mas, por outro lado, também há uma infinidade de pessoas que querem saber um pouco daquilo que você tem a ensinar. Afinal de contas a internet está aí para isso, para ensinar e também para aprender.

Lembre-se: As pessoas buscam por conteúdos que respondam às duvidas. Por mais simples que seja o seu conhecimento, transmita-o e, por mais boba que seja sua dúvida, pergunte. Certamente haverá alguém com a resposta em algum site, rede social ou blog.

Então, respondendo à pergunta deste post: Sim! Você pode ter um blog. Faça dele uma ferramenta de ajuda e compartilhe o que você tem de melhor. Mãos à obra!

Quer saber como começar? A Cursos7 tem um curso exclusivo para quem quer criar um blog do zero. Saiba mais.

Texto original postado em Adriana Neves Digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *