História do WordPress

Antes de começar a utilizar WordPress para criar sites e blogs, é muito bom ter uma noção da história por trás desta ferramenta. Meu grande objetivo é passar um entendimento dos termos que rondam o universo desta ferramenta através de uma viagem sem compromisso ao passado, rica de aventuras e inovações de pessoas inteligentes que aproveitaram uma oportunidade única para criar algo que serviria milhões de pessoas em todo mundo.

Criado por volta de 2003, o WordPress não foi um software iniciado do zero. Ao invés disto, ele foi derivado de um sistema gerenciador de blogs anterior, chamado b2. Nesta época, me lembro bem que a principal ferramenta de blogs era o Blogger. Criar um blog era simples. O único problema é que seu blog ficava “preso” dentro de uma plataforma fechada, mais ou menos como suas postagens e rede de amigos fica presa no Facebook hoje.

Segundo seu criador mais famoso, Matt Mullenweg, na época seu desejo era compartilhar fotos de um evento com seus amigos e para isto precisava de uma ferramenta para blogar. Porém, como todo bom programador, queria utilizar uma ferramenta open source (livre) e a única existente era o b2.

na época seu desejo era compartilhar fotos de um evento com seus amigos e para isto precisava de uma ferramenta para blogar.

Open source foi um movimento consolidado no final da década de 90 (embora  iniciado décadas antes). No início dos anos 2000, era cool para um software ser open source. Mais importante porém, foi que graças ao software livre, desenvolvedores poderiam compartilhar códigos e conhecimento em uma escala nunca vista antes.

Matt e Mike Little aproveitaram assim a base de códigos existentes do antigo b2 e fundaram o WordPress. Segundo Matt, ambos se conheceram através de um post onde o próprio Matt reclamava do abandono do projeto do b2. Foi quando Mike sugeriu para começar algo novo a partir dele.

As origens do WordPress

Ao assumir o desenvolvimento do WordPress a partir do código fonte do b2, uma das primeiras coisas que os fundadores notaram foi a dificuldade de instalação. O processo de instalação do b2 era demorado e complicado. A ideia de otimizar veio de Matt.

Outro aspecto complicado no uso do b2 era o processo de configuração. Antes mesmo de publicar seu blog, era necessário efetuar uma série de ajustes que para um leigo era difícil e para usuários experientes tomava tempo.

A edição do código fonte do site era muito trabalhosa. Era necessário copiar, colar e editar diretamente nas pastas e arquivos.

Todas essas dificuldades iniciais levaram os seus criadores a desenvolverem uma nova forma de pensar o software de publicação de blogs, que deveria ser mais simples e intuitiva. E ao fazerem isso, acabaram por tornar o WordPress uma ferramenta extremamente produtiva, especialmente na criação e administração de múltiplos blogs por parte de um mesmo grupo de criadores.

Após algum tempo de desenvolvimento, Mike Tatum (CNET) viu um grande potencial no WordPress. Sendo uma grande empresa de mídia, resolveram contratar Matt para trabalhar em tempo integral, dedicando uma parcela de seu tempo ao desenvolvimento do WordPress.

Essa etapa foi crucial para fornecer a popularidade inicial ao projeto. Porém é importante notar a dedicação de seus criadores na etapa inicial, tornando-o o software cada vez mais estável e usável.

A partir dessas origens, podemos traçar até os dias de hoje vocações ímpares do WordPress, coisas que este software ainda é capaz de realizar como nenhum outro:

  • Facilidade de instalação e configuração (disparar e usar)
  • Simplicidade de uso no dia a dia
  • Poderoso e completo software para produção e administração de blogs
  • Impressionante base de extensões livres e gratuitas de alta qualidade
  • Código fonte livre e de fácil acesso

Origens Comerciais

Logo após ser lançado como Open Source, seus fundadores decidiram lançar um empreendimento comercial para gerar lucros e alavancar o projeto WordPress. O nome da empresa, Automattic.

Embora Open Source sugira gratuito, nem sempre isso é verdadeiro. Um software pode ter seu código fonte livre, porém cobrar por serviços relacionados ao uso. E foi assim que o WordPress foi concebido: tanto como uma iniciativa livre e gratuita, mas também com uma versão paga que viria a ser conhecida como WordPress.com.

A forma escolhida pelos criadores do WordPress para gerar receita não foi através da venda do software WordPress em si, mas sim através de extensões pagas (serviços online) que poderiam ser incorporadas ao WordPress mediante a um pequeno pagamento.

A primeira extensão do tipo foi o Akismet. Na primeira década deste século, o grande problema da internet era o Spam. Tanto em sites, como e-mails e blogs, era muito difícil ter tráfego e não ter que lidar com as dores de cabeças dos spammers.

Os fundadores do WordPress sabiam que para ter sucesso, o software deveria combater o spam de forma efetiva. Sabiam também que as pessoas estariam dispostas a pagar para se verem livres da dor de cabeça de ter que lidar com spam em seus sites e blogs.

O Akismet foi assim uma iniciativa brilhante, que surfou na onda do “Freemium”, pago para corporações mas gratuito para uso pessoal. Ainda hoje é a melhor solução contra spams para WordPress. E gera uma receita considerável para seus criadores.

O segundo serviço a ser lançado com base no software do WordPress foi o WordPress.com. A ideia por trás era oferecer o software sem as complicações. Basicamente, a pessoa assinaria o serviço e por um determinado valor receberia domínio, hospedagem e wordpress instalado e pronto para uso.

Estima-se que o serviço tenha mais de 200 milhões de visualizações mensais, tornando-o um grande sucesso em termos de público e também de faturamento.

Muito Além de Blogs

Desde os primórdios, WordPress já contava com extensões para fórums. Porém não eram extensões profissionais, e a maioria dos profissionais da área, incluindo os fundadores, não estavam satisfeitos com as soluções disponíveis.

Essas foram as bases para o lançamento de uma das mais populares e poderosas extensões do WordPress: o BB Press. Um plugin capaz de transformar qualquer instalação do WordPress em um fórum completo, foi desenvolvido em apenas quatro dias por seu dedicado fundador.

O BB Press é uma extensão tão poderosa hoje que é capaz de ir muito além de um simples fórum. O site wordpress.org que abriga a fundação e o software WordPress, bem como as seções de temas e plugins foram todos desenvolvidos graças ao BB Press ( e não em WordPress como muitos pensam).

Uma Comunidade Poderosa

No início, o próprio Matt era o responsável pelo suporte dos usuários nos fóruns de suporte do WordPress. Milhares de posts daquela época remontam à sua autoria e de outros líderes que não se contentavam em apenas desenvolver, mas também conversar com os usuários e ajudá-los em suas dificuldades.

Essa tradição possibilitou à equipe de desenvolvimento coletar feedbacks em tempo real e desenvolver soluções com base nas necessidades dos usuários.

Ainda hoje temos uma comunidade integrada e muito viva. Os fóruns são locais de reclamações constantes e muitos problemas. Mas, diferente do que muitos pensam, isso é bom. No final as dificuldades são ouvidas, partilhadas e resolvidas. Usuários são ouvidos e cada novo lançamento ou modificação do software ainda passa pelo crivo dos usuários.

 

Marco Floriano
administrator
Cientista da Computação, é fundador da Cursos7, escola de cursos online para empreendedores que desejam aprender tudo sobre criação e marketing de sites
Sem comentários ainda. Seja o primeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *